Cervo, Amado Luiz; bervian, Pedro Alcino; da silva, Roberto. Metodologia Científica ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007


Download 445 b.
Sana14.08.2018
Hajmi445 b.



CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; DA SILVA, Roberto. Metodologia Científica.6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

  • CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; DA SILVA, Roberto. Metodologia Científica.6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.



GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, Atlas, 2010.

  • GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, Atlas, 2010.



FIGUEIREDO, A.M ; SOUZA, S.R.G. Como elaborar projetos, monografias, dissertações e teses: da redação científica à apresentação do texto final. Rio de Janeiro: Lumen Júris, 2011.

  • FIGUEIREDO, A.M ; SOUZA, S.R.G. Como elaborar projetos, monografias, dissertações e teses: da redação científica à apresentação do texto final. Rio de Janeiro: Lumen Júris, 2011.



Área ?

  • Área ?

  • Tema?

  • Problema?

  • Objetivos?







A elaboração de uma pesquisa é um processo em que, a partir de uma necessidade, se escolhe um tema e, gradativamente define-se um problema e as formas de solucioná-lo

  • A elaboração de uma pesquisa é um processo em que, a partir de uma necessidade, se escolhe um tema e, gradativamente define-se um problema e as formas de solucioná-lo





Atualmente usa-se inúmeros sistemas de busca;

  • Atualmente usa-se inúmeros sistemas de busca;

  • O desafio é encontrar no meio de tanto material o que, de fato, é relevante e correto.



.DOC ou .DOCX

  • .DOC ou .DOCX

  • .PDF

  • .HTML

  • .PPT

  • .XLS

  • .AVI



Livros Online

  • Livros Online

  • Jornais eletrônicos

  • Bancos de dados bibliográficos

  • Textos

  • Páginas pessoais

  • Artigos/papers

  • Enciclopédias online

  • Revistas online

  • Wikipédia

  • Etc.



Não consulta muitas páginas;

  • Não consulta muitas páginas;

  • A maioria lê superficialmente;

  • A maioria não sabe ou mesmo, desconhece outras fontes de informação;

  • A maioria desconhece estratégias de busca;

  • A maioria pesquisa somente no Google;

  • “É mais fácil dizer que não existe nada na web sobre o assunto do que tentar garimpar informações”



O sistema de busca não faz uma “varredura” pela Internet sobre 100% das informações;

  • O sistema de busca não faz uma “varredura” pela Internet sobre 100% das informações;

  • Ele busca informações contidas em um banco de dados de palavras chaves;

  • Estas informações foram previamente selecionadas por pessoas ou computadores (tags).

  • Buscar somente num único lugar não permite que se encontre tudo que desejamos.



A palavra chave ou uma combinação delas define o resultado da busca;

  • A palavra chave ou uma combinação delas define o resultado da busca;

  • Evite frases longas ou perguntas;

  • Os site de buscas não interpretam a linguagem natural.



Seja específico – refine a sua busca;

  • Seja específico – refine a sua busca;



Um assunto por vez;

  • Um assunto por vez;

  • Se necessário realize duas ou mais pesquisas separadamente.



Elimine palavras desnecessárias;

  • Elimine palavras desnecessárias;

  • Não é possível encontrar tudo sobre um determinado assunto;

  • O termo desde quando – sugere histórico (de data e não da história de fato!)



Outros exemplos:

  • Outros exemplos:



Filetype:

  • Filetype:

  • Pdf

  • Ppt

  • Doc

  • Jpg

  • Gif













A cópia não é permitida!

  • A cópia não é permitida!

  • "O plágio, na verdade, nada mais é do que você pegar o trabalho alheio, dar uma mascarada e com isso tirar proveito da propriedade intelectual de alguém”

  • Eduardo Senna.

  • Precisamos, definir os sites de pesquisa.



Figura 1: Esquema com Tecnologias

  • Figura 1: Esquema com Tecnologias

  • Fonte: http://monicafilipa.blogspot.com.br/2010/11/mobile-learning-e-as-suas-diferencas.html





http://www.universia.com.br/html/materia/materia_gdih.html;

  • http://www.universia.com.br/html/materia/materia_gdih.html;

  • http://www.educacional.com.br/pesquisa/

  • http://blog.educacional.com.br/dicas

  • www.colegiosantosanjos.g12.br/

  • http://support.google.com/websearch/?hl=pt-BR



A Quantidade de Informação é infinita !

  • A Quantidade de Informação é infinita !

  • O que devemos aprender é como filtrar e selecionar a informação correta !.

  • É preciso aprender sempre novas fontes e novas estratégias de busca.



CITAÇÕES DIRETAS.

  • CITAÇÕES DIRETAS.

  • Citações Longas (mais de 3 linhas) – transcritas sem aspas. Destacadas com recuo de 4,0 cm da margem esquerda utilizando fonte tamanho 10.



Palavras ou frases das citações devem ser transcritas sempre como no original, respeitada inclusive a pontuação;

  • Palavras ou frases das citações devem ser transcritas sempre como no original, respeitada inclusive a pontuação;

  • Se houver palavras ou expressões entre aspas, no texto transcrito, essas aspas deverão transformar-se em aspas simples;

  • Podem-se suprimir palavras ou frases incluídas no texto citado, desde que não se lhes altere o sentido , devendo a parte omitida ser indicada por reticências entre colchetes [...].



Podem-se fazer, entre colchetes, interpolações, acréscimos, ou comentários a uma citação, a título de explicação ou esclarecimento. “asdfghghhhad, adsdasd [adsadsad] adadadsa...”;

  • Podem-se fazer, entre colchetes, interpolações, acréscimos, ou comentários a uma citação, a título de explicação ou esclarecimento. “asdfghghhhad, adsdasd [adsadsad] adadadsa...”;

  • Podem-se enfatizar ou destacar palavras ou expressões de uma citação através do grifo em negrito ou itálico, no fim da citação deve-se informar: “grifo nosso”ou “grifo do autor”.

  • Pode-se fazer citações a citações de outros textos, para isto utiliza-se a expressão latina apud. Silva (2000 apud SANTOS, 2000, p.15)



CITAÇÃO INDIRETA

  • CITAÇÃO INDIRETA

  • As citações indiretas dispensam o uso de aspas embora a indicação das fontes continue a ser obrigatória.

  • Exemplo:

  • As citações são muito importantes para dar mais valor ao estudo (SANTOS, 2007, p.9).





Introdução

  • Introdução

  • Referencial teórico

  • Metodologia

  • Cronograma

  • Referências

  • Anexos e Apêndices



Introdução

  • Introdução

    • Contextualização do tema – Macro para o Micro Assunto
  • Problema

  • Perguntas de investigação

  • Hipótese – Caso tenha

  • Objetivos (Geral e Específicos)

  • Justificativa

    • Pessoal e Científica
  • Sequenciamento dos capítulos/temas (Apresentação dos Mesmos)



REFERENCIAL TEÓRICO

  • REFERENCIAL TEÓRICO

  • Espaço livre que não tem tópicos específicos;

  • Apresentação da teoria relativa ao estudo realizado;

  • Incluir os teóricos da área e não os comentadores;

  • Perspectivas positivas e negativas;

  • Incluir fontes atuais;

  • Fazer um levantamento dos quadros teóricos (Estudos Empíricos)

  • Revisão sistemática;









METODOLOGIA

  • METODOLOGIA

  • Enquadramento Metodológico

    • Tipo de estudo, caracterização detalhada do estudo, fundamentada com os teóricos. Explicar ao leitor qual o tipo de estudo empregado e como deve ser feito o mesmo.
  • Desenho / Design do Estudo

    • Fases e explicações detalhadas sobre o estudo realizado
  • Instrumentos para recolha/geração de dados

  • Participantes/ Amostra

  • Local

  • Tratamento dos dados









Transformar o tema em problema.

  • Transformar o tema em problema.

  • Elaborar uma pergunta relevante a ser respondida através da pesquisa a ser realizada.

  • Deve-se redigir de forma interrogativa, clara, precisa e objetiva , a questão cuja solução viável possa se alcançada pela pesquisa.

  • Um bom problema é elaborado após certo conhecimento prévio acerca do tema da pesquisa. Só temos dúvidas daquilo que já conhecemos um pouco. Dúvida é diferente de desconhecimento total !

  • O problema revela o interesse do pesquisador. O norte da pesquisa.





Demonstrar

  • Demonstrar

  • Listar

  • Inferir

  • Relacionar

  • Verificar

  • Investigar

  • Estudar

  • Descrever

  • Caracterizar

  • Distinguir

  • Avaliar



Consiste em ter resposta prévia sobre a pesquisa a ser realizada.

  • Consiste em ter resposta prévia sobre a pesquisa a ser realizada.

  • Podemos ter hipóteses a partir da dedução do investigador, por analogia ou mesmo por experiência.

  • O número de hipóteses deve ser resumido para não desconfigurar os resultados obtidos na pesquisa.



Por que se deseja realizar a pesquisa?

  • Por que se deseja realizar a pesquisa?

  • Informar o modo como se deu a escolha do tema em questão;

  • Como surgiu o problema para qual se busca solução;

  • Relação do problema estudado com o contexto;

  • Motivos que justificam a pesquisa;

  • Possíveis contribuições do resultado da pesquisa para o conhecimento humano;

  • Viabilidade da execução da pesquisa;

  • Originalidade da pesquisa;

  • Informações sobre a escolha dos locais que serão pesquisados.







A pesquisa é uma atividade voltada para a investigação de problemas teóricos e práticos por meio do emprego de processos científicos. Ela parte de uma dúvida ou problema e, com o uso do método científico, busca uma resposta ou solução.

  • A pesquisa é uma atividade voltada para a investigação de problemas teóricos e práticos por meio do emprego de processos científicos. Ela parte de uma dúvida ou problema e, com o uso do método científico, busca uma resposta ou solução.



Como se procederá a pesquisa?

  • Como se procederá a pesquisa?

  • Quais os caminhos para se chegar aos objetivos propostos?

  • Qual o tipo de pesquisa?

  • Qual o universo da pesquisa?

  • Será utilizado a amostragem? Como foi escolhida a amostra? Porque?

  • Qual local da pesquisa? Porque?

  • Quais os instrumentos de coleta de dados? Como foram construídos os instrumentos de pesquisa?

  • Qual método será utilizado para a tabulação dos dados?



Universo da Pesquisa – total de indivíduos que possuem as mesmas características definidas para um determinado estudo

  • Universo da Pesquisa – total de indivíduos que possuem as mesmas características definidas para um determinado estudo

  • Amostra parte do universo

  • – Instrumentos de Pesquisa – instrumentos de medidas ou

  • instrumentos de coleta de dados.

  • Uso de bibliografias que orientem escolhas.

  • Instrumentos de pesquisa mais utilizados:

  • • Observação

  • • Entrevista

  • • Questionário – perguntas abertas, fechadas e de múltipla escolha

  • • Formulários



Pesquisa de campo:

  • Pesquisa de campo:

  • É a observação dos fatos tal como ocorrem. Não permite isolar e controlar as variáveis, mas perceber e estudar as relações estabelecidas.

  • Experimental:

  • Objetiva criar condições para interferir no aparecimento ou na modificação dos fatos, para poder explicar o que ocorre com fenômenos correlacionados.

  • Experimentar , testar

  • Bibliográfica:

  • Recupera o conhecimento científico acumulado sobre

  • um problema( utilização de textos para pesquisa)



Pesquisa exploratória:

  • Pesquisa exploratória:

  • Proporcionar maior familiaridade com o problema/assunto

  • Levantamento bibliográfico ou entrevistas

  • Pesquisa bibliográfica ou estudo de caso

  • Pesquisa descritiva:

  • Fatos são observados, registrados, analisados, classificados e

  • interpretados, sem interferência do pesquisador

  • Uso de técnicas padronizadas de coleta de dados (questionário e observação)

  • Pesquisa explicativa:

  • pesquisa que registra fatos, analisa-os, interpreta-os e identifica suas causas

  • Aprofundar o conhecimento dos fatos ou realidade. Explicar o “porque” das coisas, apresentando recomendações



Pesquisa Quantitativa : Universo Grande

  • Pesquisa Quantitativa : Universo Grande

  • Traduz em números as opiniões e informações para serem classificados e analisados;

  • Utilizam-se de técnicas estatística

  • Mensuração

  • Questionários

  • Pesquisa Qualitativa : Universo Pequeno

  • Busca entender um problema específico em profundidade

  • Trabalha com descrições, comparações e interpretações

  • Os dados são apresentados verbalmente com maior riqueza de detalhes

  • Entrevistas e observações













Não distorcer os dados para confirmar as hipóteses;

  • Não distorcer os dados para confirmar as hipóteses;

  • Referir as perspectivas divergentes;

  • Citar as fontes;

  • Não alterar ou descontextualizar as citações;

  • Não citar diretamente obras não consultadas;

  • Não permitir que convicções fundamentais interfiram no processo de investigação;

  • Realizar uma boa revisão bibliográfica.



Linguagem impessoal :

  • Linguagem impessoal :

  • Eu pesquisei a pesquisa realizada

  • Nós pesquisamos o presente trabalho

  • Eu penso

  • Verbo na terceira pessoa

  • Meu projeto Este projeto

  • Eu considero Considera-se

  • Linguagem formal e culta = Palavras claras



O seu projeto deverá conter:

  • O seu projeto deverá conter:

  • INTRODUÇÃO

    • Problema
    • Objetivos - Geral e Específicos
    • Justificativa


REFERENCIAL TEÓRICO (Max 2 páginas)

  • REFERENCIAL TEÓRICO (Max 2 páginas)

  • METODOLOGIA

  • Tipo de Estudo

  • Participantes (caso tenha)

  • Instrumentos (caso tenha)

  • Análise dos Dados (caso gere dados)

  • CRONOGRAMA

  • REFERÊNCIAS




Do'stlaringiz bilan baham:


Ma'lumotlar bazasi mualliflik huquqi bilan himoyalangan ©fayllar.org 2017
ma'muriyatiga murojaat qiling