Sérgio Baxter Andreoli Denise Martin


Download 445 b.
Sana08.07.2018
Hajmi445 b.



Modelo integrado de avaliação dos serviços comunitários de assistência à saúde mental: o exemplo dos CAPS de Santos (SP).

  • Sérgio Baxter Andreoli

  • Denise Martin

  • Programa de Mestrado em Saúde Coletiva

  • Universidade Católica de Santos

  • Mesa redonda: desinstitucionalização e produção de  práticas inovadoras em saúde mental: modelos de avaliação

  • X Congresso Paulista de Saúde Pública



Objetivo da Apresentação

  • Modelo integrado de avaliação dos serviços comunitários de assistência à saúde mental: o exemplo dos CAPS de Santos (SP).

  • X Congresso Paulista de Saúde Pública.



Avaliação Matricial



Leis: Infra-Estrutura país

  • Brasil: lei N˚ 10216 (06/04/2001)

    • OMS: destaque para o governo brasileiro
      • proteção dos direitos das pessoas afetadas pelos transtornos mentais
      • reorientação do modelo de cuidados, priorizando o atendimento comunitário e restringindo o hospitalar.
  • Portaria n˚ 336, 19/02/2002

    • Centros de Atenção Psicossocial: CAPS I, CAPS II e CAPS III
    • Serviço ambulatorial de atenção diária
      • priorizar atendimentos a pacientes graves e Tr. Persistentes
      • área territorial definida
      • regime de tratamento intensivo, semi-intensivo e não-intensivo.
    • CAPS i II - cuidados de crianças com transtornos mentais
    • CAPS ad II - transtornos relacionados ao uso abusivo de drogas


financiamento: Infra-Estrutura país



Serviço: Infra-Estrutura país



Recursos Humanos: Infra-Estrutura país



Avaliação Matricial



Indicadores de atividade: Processo país



Avaliação Matricial



Taxa de prisioneiros: Resultados país



Exclusão sem muros: Resultados país



Mapa aério de Santos



Canal de Santos: Fortaleza



Local: Avaliação Matricial



Infra-Estrutura local: serviços

  • Ambulatorial

    • 5 Centros de Atenção Psicossocial (1994)
    • 1 Ambulatório
  • Emergência

    • 1 serviço de emergência
  • Atenção primária

    • 1 unidade básica de saúde (UBS)
  • Específicos

    • 1 infantil, (2005: 3); 1 usuários de drogas; 1 centro de reabilitação (SERP), 1 lar abrigado.
  • Hospitalar

    • 25 leitos no Hospital Geral (HGA - Estado);
      • 2000: 121 internações de Santos
        • 80 no HGA e
        • 41 no Hospital de referência (São João da Boa Vista - 250 km)
        • diagnósticos: 63% de psicóticos (esquizofrênicos, esquizotípicos e delirantes) e 19% alcoolista.


Infra-Estrutura Local: serviços Brasil - Santos



Infra-Estrutura local: recursos humanos

  • Equipe de saúde (2001):

    • 15 Médicos;
    • 12 psicólogos;
    • 8 enfermeiros;
    • 9 terapeutas ocupacionais;
    • 4 assistentes sociais;
    • 94 auxiliares de enfermagem e
    • 8 acompanhantes terapêuticos
      • distribuídos de forma desigual entre os 5 CAPS.


Infra-Estrutura Local Recursos Humanos: Brasil - Santos



Avaliação Matricial



Processo local: padrão de utilização

  • 2005

    • 5.000 pacientes, cobertura de 1 % da população.
  • Censo (2001)

    • Atendidos 1.729 pacientes, 1.673 nos CAPS
    • Diagnósticos:
      • Transtornos Esquizofrênicos (38%); Transtorno de Humor (31%) e Transtornos neuróticos (17%).
    • Modalidades de atendimento:
      • atendimento médico-psiquiátrico (83%)
      • medicação assistida (37%)
      • atendimento individual (23%)
      • reabilitação psicossocial (4%)
      • hospitalidade integral (3%)


Processo Local: Brasil - Santos



Paciente: Avaliação Matricial



Infra-Estrutura paciente: capacitação

  • Os níveis de especialização (10 modalidades):

      • "Internacional Classification of Mental-Health Care" (ICMHC) (escore: 0 – 3)
    • Intermediários (escore 2):
      • intervenção psicológica e
      • (re)educação das capacidades básicas (sociais).
    • Piores (escore 1):
      • intervenções psicofarmacológicas e somáticas;
      • intervenções com a família.
    • Ausência (escore 0):
      • cuidados da saúde geral.


Resultados paciente: sintomas

  • Pitta (2000):

    • CAPS, 30 pacientes graves, 2 anos de tratamento.
    • 43% de pacientes sem autonomia para suas atividades e
    • 70% com uma rede social restrita.
  • Sintomas psicopatológicos (BPRS)

    • 27% alteração do conteúdo do pensamento
  • Satisfação:

    • 70% satisfeitos (familiares e pacientes)
    • Insatisfeitos: informações recebidas (doença e tratamento)


Resultado Paciente: necessidades

  • 2007- Observação Etnográfica

  • O serviço ( NAPS): espaço de sociabilidade

    • entre os pacientes
    • pacientes e auxiliares de enfermagem
    • atividades coletivas.
    • Atende parte das necessidades de inserção social (importante na reabilitação)
      • restrita ao âmbito do serviço: não há participação dos familiares no processo de reabilitação.
    • Pouca integração com a comunidade.
  • Família: “local de abrigo” (lugar com quem ficar).

  • Comunidade: “Lugar de Loucos” (estigma).



Avaliação Matricial



Discussão: avaliação da rede

  • O modelo é aplicável

    • necessita de estrutura para a coleta e tratamento das informações.
    • Necessário indicadores de desfecho de fácil aplicação que permita o monitoramento.
  • Pontos Fortes

    • sólida estruturação da rede de CAPS
    • oferta ampla de cuidados
    • necessidades básicas de acesso dos pacientes graves
  • Pontos Fracos

    • distribuição desigual de profissionais entre os serviços
    • baixa especialização dos cuidados prestados
    • baixa especialização dos cuidados médicos (83%).
    • Cobertura pequena para pacientes com transtornos menos graves
    • Sobrecarga da estrutura




Do'stlaringiz bilan baham:


Ma'lumotlar bazasi mualliflik huquqi bilan himoyalangan ©fayllar.org 2019
ma'muriyatiga murojaat qiling